terça-feira, 28 de outubro de 2008

Juiz espanhol obriga viúva a pagar amante do marido

Eu ia postar sobre outra coisa, mas depois disso...
Poderia até ser um post engraçado, mas resolvi analisar a situação por outro prisma.

Leiam só...

Um juiz espanhol decidiu que uma viúva traída deve pagar à amante do falecido marido mais de R$ 100 mil. A sentença afirma que o homem dava dinheiro à amante porque queria e a liberdade dele deverá ser respeitada, mesmo depois de morto.

A disputa nos tribunais começou em 2006, após o falecimento do empresário J.A.P. (por razões legais, os nomes dos envolvidos não foram revelados), em Sevilha.
A viúva P.F.P descobriu que tinha sido traída durante anos e que o banco passava quantias mensais à amante que variavam entre R$ 9 mil e R$ 12 mil.
Além das mesadas, ainda restava um cheque nominal pendente de cobrança no valor de R$ 90 mil emitido pela empresa familiar que pertencia ao falecido, à esposa e aos quatro filhos do casal.
A família oficial do marido decidiu bloquear os pagamentos, e a amante entrou na Justiça.
Relação sentimental
Na sentença anunciada nesta segunda-feira pela Audiência Nacional de Sevilha, o juiz deu razão à amante, obrigando a viúva a pagar todos os cheques pendentes em um valor que chega a R$ 105 mil.
Segundo o juiz, "ficou provado que o falecido manteve uma relação sentimental prolongada com a demandante V.A.G.".
Durante os dois anos de briga na Justiça, a viúva já havia perdido a ação em primeira instância.
O primeiro tribunal a condenou a pagar o cheque de R$ 90 mil, mas bloqueou os dois seguintes, de quantias menores.
Com a última apelação, a esposa fica sem opção para recorrer e deverá tirar o dinheiro da própria conta corrente - anteriormente, uma conta conjunta que mantinha com o marido falecido.
Cumplicidade
Para conseguir esconder a traição durante anos (o tribunal não informou à imprensa quanto tempo durou a infidelidade), o empresário contou com a cumplicidade de amigos.
A amante tinha um emprego em uma companhia de outro empresário, amigo do morto. Mas o salário saía da conta bancária da empresa do falecido na forma de pagamento por serviços terceirizados.
Para o juiz, as provas demonstraram "sérios indícios de que a relação não era meramente passageira ou esporádica e que está fora de qualquer dúvida a existência de uma doação à demandante por meio dos cheques".
A sentença ainda inclui uma confirmação do banco de que o marido morto era titular da conta corrente de onde saíam os pagamentos à amante, o que levou o juiz a afirmar que "o dinheiro era dele e ele podia fazer com ele o que quisesse".


Fonte : 27/10 - BBC Brasil


Se não fosse trágico, seria cômico!

Bem, eu entendo que o único fato aqui não é somente a traição,depois de ler essa notícia cabulosa, a única conclusão a que cheguei é que realmente os relacionamentos estão acabando.

Outro dia ouvi de uma amiga, que ela preferia manter o casamento, mesmo se soubesse que o marido a traía ( achei um absurdo,mas preferi não comentar) !

Em um outro post e citei algumas formas estranhas de relação que alguns casais que eu conheço se sujeitam. E agora leio sobre essa sentença e estou simplesmente estarrecida.

Não sou nenhuma santa, ou pudica, mas penso que se uma das partes se interessa por outra pessoa estando num relacionamento, é porque algo de errado está acontecendo.

Pode até ser ingenuidade da minha parte, mas é assim que eu entendo o fato.

Acho no mínimo humilhante viver de migalhas e aparências. Estamos no século XXI, e ainda existem pessoas que agem assim.

E o pior é que quando questionadas sobre a situação as respostas usadas por essas pessoas são pra lá de absurdas. Já ouvi algumas tipo:

Ah! Mas ele(a) é muito dependente de mim. Não vai conseguir se refazer...

Ah!!! Tem as crianças, vão estranhar, é melhor esperar crescerem mais...

Ninguém procura outra relação, seja qual for, se estiver satisfeito com a sua.

Não critico ninguém, apenas penso se vale á pena continuar uma relação fadada ao fracasso, pois entendo que o significado de casamento deveria ser principalmente LEALDADE, e isso não combina com INFIDELIDADE.

As pessoas estão cada dia mais covardes, e mantém-se infelizes e/ou insatisfeitas por medo de ficar sozinhos.

Não acredito no ditado: " Ruim com ele(a), pior sem ele(a)."

Mas infelizmente, é o que mais tenho visto entre os casais.

É uma pena,que sentimentos como AMOR, AMIZADE, LEALDADE e SINCERIDADE estejam se deteriorando entre os seres humanos.

É o que eu sei sobre o assunto.

Diga-me agora o que você sabe.

Um beijo a uma ótima terça feira a todos(as).


12 comentários:

Beth Ribeiro disse...

Parece brincadeira,neh...
Além de ser traída,a mulher ainda tem que sujeitar a bancar a amante do faleico mardio.
Pára o mundo que eu quero descer!!!!!!

Boa semana,Roberta.Beijos

tossan disse...

Atenção mulheres, ser a outra é melhor. Usem a cabeça...Rsssss Belo texto. Bj

Camila disse...

Eu acho isso super "interessante" também, sabia? Hoje em dia, com canta liberdade e tantas opções de relacionamentos, as pessoas ainda se apegam a valores passados a sentimentos ultrapassados. Humpf!

Eu sou mais eu!
=P

Beijinhos!!!

Du disse...

Roberta, eu acho que antes de tudo o RESPEITO e a LEALDADE são fundamentais em uma relação. Terrível isso de viver com alguém por comodismo, simplesmente terrível! =/

Beijo!

Cadinho RoCo disse...

Comungo com sua linha de penssamento sem no entanto assumir a dose de pessimismo no que refere-se aos relacionamentos. Isto porque a vida a dois vai muito de cada casal. Eu já estive em até mais de um blog em que a mulher, ou as mulheres confessam ser esposas e amantes de uma terceira pessoa e tudo bem. Já li publicação de uma esposa que até terminou relacionamento com o amante porque ela não queria levar o caso namoro a sério, assumir compromisso de amante fiel, uma vez que nem de longe ela pensava e pensa em se separar do marido, que não sabe de nada, lógico. E assim percebemos que cada caso é um caso, cada coração é um coração e cada maneira de pensar é uma. Mas, repito, sou alinhado com valores destacados por você aí nesta publicação.
Cadinho RoCo

Su disse...

É caótica tal situação e infelizmente real. Isso tudo aconteceu porque não respeito entre ambos. E a viúva ter que pagar tal valor a amante, isso é inconstitucional! Pelámor, viu?!!
A união civil é entre o falecido e a viúva, e não entre ele e a amante... mas se a moda pega!!! G-sus!!

Bibelô disse...

Achei que já tinha visto de tudo nesse mundo mas isso foi demais!! Falta inventar o que agora????

meus instantes e momentos disse...

passando para te deixar um bom dia.
ótimo post, como sempre.
Maurizio

Rose disse...

Ontem pela manhã escutei essa notícia absurda.Não preciso comentar muito pois vc já disse tudo e concordo plenamente.
Ainda brinquei com o meu marido até onde vai a audácia dessas p..., digo amantes.rsrsrsrsrsrsrs.
Tenha tbm um dia lindo, minha querida.
Eu ir em Cuiabá para sentir mais calor?Como se já estou derretidinha!!!!!!rsrsrsrsr.

caurosa disse...

Oi Roberta, eu acho que o amor para alguns, está sendo confundido com paixão, ai ele vira moeda de troca.
E os seres humanos se vulgarizam e traem o sublime amor. Paz e harmonia para você.

Forte abraço

CAUROSA - caurosa.wordpress.com

Glayce disse...

Onde vamos parar? Fiquei passada! E essa justiça é cega? E o caso aqui do brasil, onde a amante teve q pagar $$$ para a mulher do cara... Minha gente, quem deveria pagar alguma coisa era o MARIDO SAFADO, sem Carater! tsc tsc tsc

Boa POstagem!

Beijos

O Profeta disse...

Pois é, cada cabeça...cada sentença...


Doce beijo

Pesquise no blog